E o Palmeiras chega lá! Será?

Não creio que o mais otimista dos Palmeirenses esperava uma vitória tão tranquila do Palmeiras em cima do São Paulo no Choque-Rei deste domingo. O Palmeiras dominou o jogo do início ao fim, ou devo dizer, administrou o jogo do início ao fim.

Após abrir o placar com um gol do Mago Jorgito Valdivia, aos 23 do primeiro tempo, o Palmeiras se fechou na defesa. Talvez esperando encaixar um contra ataque para matar o jogo. Acontece que os atacantes marcavam muito, ajudando a nova defesa Lucio-Wellington (que por sinal saiu-se muito bem), e não tinham como sair em velocidade para o contra ataque. O mais avançado era o Valdivia, que não combatia tanto, talvez pela situação física.

No segundo tempo, o mesmo panorama do primeiro. O Palmeiras precisou sofrer 2 pênaltis para valer 1 e Kardec fez o segundo gol aos 33, fechando o caixão são-paulino, que demonstrou uma apatia inesperada.

O Palmeiras está consistente na defesa (se bem que a defesa não foi testada neste domingo, pois o primeiro chute a gol do SP aconteceu aos 45 do segundo tempo), mortal no ataque e todos estão jogando bem.

Voltando à pergunta do título do post, o Palmeiras finalmente ganhou um clássico com Gilson Kleina no comando. Chegamos lá! Agora a pergunta que fica é: na fase mata do Paulistinha, como nos sairemos?

Outros Grandes

No sábado, mais uma goleada santista, com mais uma grande partida do menino Geuvânio, desta vez em cima do Botafogo de Ribeirão Preto. O Santos já se consolida como o melhor ataque da competição e busca a afirmação de mais uma geração de garotos. Do jeito que está indo, vai dar liga!

No domingo, a terceira derrota consecutiva do Corinthians, que no sábado teve sua concentração interrompida por um ataque de vândalos a seu CT. Queria ver o que aconteceria se os torcedores de bem fossem invadir a quadra da Gaviões da Fiel após uma derrota no Carnaval. Seria justo, não? Acho que os torcedores que invadiram não esperavam outro resultado que não a derrota contra a fraca e cambaleante Ponte Preta. Lamentável…